Qual seria a embalagem perfeita?

A Embalagem está na convergência de muitas atividades humanas. 

Podemos encontrar a embalagem no cruzamento da arte, comunicação e comércio. Inicialmente a mesma foi concebida para permitir a proteção e transporte de mercadorias mas rapidamente se tornou no emblema do consumo final. Ela é omnipresente. Está em tudo o que nos rodeia. Pontua em cada momento das nossas vidas desde o mais global para o mais íntimo. A embalagem guia-nos em quase todas as nossas compras. Na verdade, é tão comum que muitas das vezes seja um dado adquirido, que nem nos apercebermos o importante papel que desempenha no nosso quotidiano. 

A embalagem fala em nome da Marca

A embalagem está para o consumo como o carro está para o transporte. Em menos de um século a embalagem assumiu todas as funções tradicionalmente atribuídas ao vendedor. Tornou-se inevitável a interface entre os produtos e os consumidores.

Nos últimos anos, as tendências de consumo têm sido particularmente marcadas por uma preocupação ambiental. Enquanto os formatos de embalagens estão a aumentar e a diversificar a um ritmo rápido, os consumidores estão agora mais informados e preocupados com as consequências ecológicas do mundo consumista. Podemos sustentar o crescimento acelerado sem levar em conta os recursos do Planeta?

Embora os efeitos ambientais das embalagens representem apenas uma pequena percentagem do total de impactos globais da indústria, é sempre preciso rever utilidades e processos de evolução neste ponto.

Menos é Mais 

O objetivo aqui é relativamente simples, mas difícil de alcançar: fazer mais com menos. 

A otimização e redução permanecem como duas alavancas fundamentais de uma abordagem sustentável. Existe uma preocupação na análise ao material pela marca e pela empresa, verifica-se o seu potencial as suas limitações e como podem resultar num impacto econômico e ecológico significativo e positivo. Muitas vezes menos material significa menos processamento e portanto, menos transporte, o que conduz a custos reduzidos e nem sempre menos material significa menos resistência. 

Mas qual seria a embalagem perfeita?

Mas qual seria a embalagem perfeita? A resposta é talvez encontrada na natureza. Pense na casca da maçã. É um produto embalado que utiliza o mínimo de material e energia. Aqui, a embalagem é integrada com o produto e não tem de ser removida para verificação do mesmo. A pele da maçã oferece proteção contra a sujidades do exterior e durante o transporte, que, para além disso, informa o consumidor do estado da fruta.

O material utilizado não é prejudicial para o ambiente e é biodegradável. Tem um nome simples e aparece em cores bonitas e brilhantes. Se é de forma percetível este conceito e estes critérios para o consumidor, então estamos no caminho para a produção de uma embalagem perfeita.

A partir dessa pesquisa para a inovação, nasceu a Yobox,

A otimização no respeito aos materiais e a utilização do seu potencial são denominadores comuns para as convenções da Yobox .

Yobox - A Caixa Verde

A entrada da marca YOBOX no mercado é visto como um dos desenvolvimentos mais agitantes desde o aparecimento da Caixa de calçado comum, provocando nas organizações a resposta aos desejos e preocupações dos consumidores.

Não podemos esquecer que o cliente agora tem um apetite muito grande para o consumo ambiental e um pensamento mais verde.

 

Informe-se mais sobre a Yobox 

 

Texto elaborado por:

Sérgio Coutinho 

Marketing Director 

Twitter Linkedin 

Last modified onquinta, 28 julho 2016 13:14
Back to top